O ano já iniciou e o momento — mais do que nunca — exige um planejamento financeiro, afinal, manter as contas no azul é uma tarefa que exige muita atenção e, claro, jogo de cintura. E não existe outra forma: para conquistar os seus sonhos, inclusive o de inaugurar um negócio próprio, é preciso arregaçar as mangas e cuidar bem das finanças.

Então, não deixe a peteca cair e comece agora a elaborar um planejamento estratégico capaz de ajudá-lo a reter um dinheiro mais expressivo para, então, realizar um investimento promissor. Assim, será possível tirar do papel todos os seus objetivos e ter mais estabilidade financeira.

Quer saber como? Basta acompanhar o conteúdo abaixo, pois reunimos as 5 melhores dicas para deixar a sua vida financeira totalmente saudável. Confira!

1. Programe o pagamento de impostos

Não há como fugir: no início do ano, é preciso se organizar em relação ao IPTU, IPVA, licenciamento e os vários outros tributos que precisam ser pagos. Todo cidadão sabe da existência desses impostos e sabe também que eles têm valores significativos quando somados. Portanto, não saia da linha e nem se comprometa devido à falta de um planejamento.

O recomendado é que você verifique, desde já, todas as taxas, e faça uma reserva de dinheiro no decorrer do ano para quitá-las. Essa simples ação evitará problemas no futuro. Pode apostar!

2. Poupe uma parte do salário

Com certeza você já ouviu a expressão popular “de grão em grão a galinha enche o papo”, certo? Essa assertiva nunca fez tanto sentido, uma vez que economizando uma parcela mínima do seu salário, no final, você terá um montante expressivo.

De acordo com especialistas, o ideal é guardar pelo menos 10% da sua renda fixa. Esse comportamento, que é extremamente positivo, ajudará você a ter uma alta reserva de dinheiro, que pode ser usada para colocar em prática algum projeto, como o de se tornar um empreendedor, ou até mesmo pode ajudar em uma emergência .

3. Seja realista

Não é raro o caso em que pessoas ficam totalmente endividadas, pois levam um estilo de vida que não é condizente com a sua realidade financeira. Compram roupas e acessórios caríssimos, frequentam restaurantes luxuosos, têm os carros do ano e realizam viagens mensalmente. O resultado, como é de se imaginar, é desastroso, comprometendo toda o orçamento da família.

Por isso, seja realista e tenha um padrão de vida que seja compatível com a sua realidade. Nada de adquirir produtos ou itens que podem prejudicar a sua renda  ou pior: colocá-lo em uma situação financeira irreversível. 

4. Controle as despesas e as receitas

É preciso ser rígido nesse aspecto, pois qualquer descuido pode ser fatal. Um simples vacilo pode acarretar em despesas maiores que as receitas. Isso significa contas no vermelho. Afinal, está saindo uma verba maior do que a que foi recebida.

Para que esse cenário não ocorra, basta acompanhar constantemente todos os valores referentes aos gastos e ao rendimento mensal. O mantra aqui é simples: desembolsar menos do que o valor faturado. 

5. Adquira apenas o necessário

O impulso pode ser um verdadeiro inimigo. Já parou para pensar quantas vezes você adquiriu um produto sem necessidade ou até mesmo sem fazer um orçamento e comparar preços? Com certeza, aconteceram alguns episódios, não é mesmo? Percebeu agora como isso pode te afetar financeiramente?

Então, não se deixe se levar pelos estímulos externos e pelo entusiasmo. Ao sair de casa para fazer compras, elabore uma lista constando o que é realmente necessário, acompanhando-a na íntegra.

Para alguns, economizar parece ser uma missão de outro mundo, entretanto, basta realizar um planejamento financeiro bem estruturado e segui-lo à risca. Assim, será possível manter as contas no azul e, finalmente, concretizar os seus planos de abrir uma loja ou — quem sabe — uma franquia.

Interessou-se pelo assunto e quer saber mais? Então aprenda como planejar um negócio.