Muitos empreendedores no Brasil seguem o caminho de tentar abrir um negócio próprio. Porém, após algumas pesquisas, descobrem que começar um empreendimento do zero é difícil, burocrático e a taxa de insucesso é grande. Portanto, uma excelente alternativa é considerar alguns tipos de franquias!

A vantagem desse negócio é o baixo investimento, a operação simplificada e a possibilidade de explorar marcas já conhecidos no mercado. Com isso em mente, chegou a hora do empreendedor decidir sobre os seus investimentos.

Para ajudar nessa decisão, falaremos abaixo sobre os tipos de franquias existentes e ajudaremos a escolher a opção que melhor se adapta ao seu perfil. Acompanhe!

Quais tipos de franquias devo considerar?

Cada franquia tem as suas peculiaridades e o tipo de cessão característica. Falaremos sobre a franquia unitária, a franquia master, franquia de desenvolvimento e as microfranquias.

Franquia unitária

Normalmente, o franqueador concederá a cessão de uma unidade com exclusividade num determinado local de abrangência. Caso o negócio expanda, você poderá adquirir mais de uma unidade. Alguns bons exemplos de franquias unitárias são os restaurantes que detêm exclusividade de exploração em praças de alimentação de shoppings.

Franquia master

Esse modelo é muito usado por grandes franquias que almejam expansão internacional. É importante para o caso de um país continental — como o Brasil —, pois, por meio da franquia master, existe uma central administrativa local no país.

Dessa forma, o franqueado master poderá abrir ou terceirizar novas unidades em sua região de atuação, recebendo a taxa de franquia e os valores dos royalties cobrados dos franqueados.

Franquia de desenvolvimento

Garante exclusividade ao franqueado em um determinado espaço e permite que ele abra mais de uma unidade em um certo tempo. Caracteriza-se por desenvolver uma área onde a franquia não tinha presença.

Assim, o franqueado poderá vender franquias e assinar contratos em sua região, além de receber a taxa de franquia e os royalties correspondentes.

Como abrir uma microfranquia?

Se você pretende abrir uma franquia, mas tem pouco dinheiro e busca uma operação simplificada, o modelo de microfranquias pode ser ideal para você!

Isso porque as microfranquias exigem um baixo investimento inicial (até R$ 80 mil), além de apresentarem um baixo custo operacional e um retorno do investimento mais rápido.

Esse tipo de franquia é ideal para o empreendedor que está começando sua empreitada com poucos recursos e sem muita experiência.

Qual setor escolher?

Com tantas opções, fica difícil escolher o setor ideal para abrir uma franquia. Fazendo uma pesquisa rápida, o empreendedor encontrará opções no ramo da beleza, estética, franquias virtuais, serviços em geral, marketing digital, etc.

Aqui a dica é optar por um setor de atuação com o qual você se identifique e que apresente um mercado sem grandes oscilações. Um segmento seguro que sempre teve bons números é o de alimentação. E a razão é bastante simples: as pessoas nunca param de comer!

Enquanto outros campos são mais suscetíveis às oscilações de mercado, o segmento da alimentação segue seu crescimento resistente à recessão e desponta como uma boa opção de investimento!

Gostou deste post e quer saber mais sobre os tipos de franquias e segmentos de atuação? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades!