Dinheiro é um bem precioso desde sempre. Nas empresas, o capital de giro é como se fosse o ar necessário para manter funcionando o sistema vital delas.

Saber lidar com ele é tão importante que os empreendedores estão sempre em busca de atualização e aprofundamento na área.

Você está em busca de novos desafios? Fique atento às excelentes práticas que vamos trazer para gerenciar o capital de giro de sua futura empresa de forma correta.

Comece a gerenciar o capital de giro fazendo o registro de tudo

O passo inicial dessa gestão vem do registro de tudo o que entrar e sair de capital. Para isso, você pode lançar mão de planilhas financeiras ou sistemas gerenciais.

Há ferramentas pagas, que trazem relatórios precisos e várias funcionalidades em um mesmo lugar. Existem, também, modelos de administração em Excel e programas gratuitos, que podem suprir esse papel, ao menos, em um período inicial. Aqui, vale a pesquisa para ver o que mais se adapta ao seu perfil.

Mantenha-se atento aos financiamentos bancários

Quando você não possui capital de giro próprio, uma das fontes a recorrer é o financiamento bancário. Os empréstimos têm taxas de juros que variam bastante de instituição para instituição, portanto é necessário negociar para obter condições mais favoráveis. Bancos de fomento, como o BNDES, trazem opções mais em conta.

Fique atento aos custos dessas operações, trazendo na ponta do lápis em quanto cada uma vai onerar a empresa. Viver somente de recursos desse meio é um sintoma de que as finanças do negócio não vão bem.

Tenha atenção aos recebimentos

As chamadas contas a receber são também uma área fundamental para gerenciar o capital de giro. Nesse ponto, deve-se estar atento aos prazos dados aos clientes, sempre com preferência e condições especiais para quem faz negócios à vista com você.

Outro fator importante é a cobrança dos inadimplentes, por isso tenha sempre à mão o controle de quem está devendo e proponha ações para regularização.

Faça uma gestão eficiente de estoque

O estoque pode parecer um enigma no início, mas, com planejamento e gestão adequados, fica bem mais fácil. É essencial ter um acompanhamento diário do movimento da saída de cada item de seus produtos.

Estoque em excesso é dinheiro parado, gerando custo, diminuindo o seu capital de giro, então mantenha o suficiente para suprir o seu volume de vendas.

Veja também como estão as contas a pagar

O equilíbrio das contas a pagar virá de sua disponibilidade de recursos, por isso a importância de fazer bem o tema de casa nos itens anteriores. As ações nesse campo devem ser no sentido de negociar bons prazos com fornecedores, evitar atrasos e pagamentos de multas, não criar despesas desnecessárias, entre outras.

Buscar recursos em bancos, às vezes, compensa. Faça os cálculos, veja as suas previsões de entrada e então defina o caminho a seguir.

Gerenciar o capital de giro é um exercício diário para qualquer gestor. Você, que está  buscando novos caminhos, tenha em mente as práticas abordadas acima, munindo sempre suas decisões de muito planejamento e pesquisa. Mudar o destino e melhorar a sua qualidade de vida só dependem de você!

Gostou do conteúdo? Então deixe o seu comentário no post!