A abertura de um negócio tem sido a saída de muitas pessoas que não conseguiram voltar para o mercado de trabalho durante a crise econômica que o país se encontra e que precisam encontrar meios de ganhar dinheiro. Ser dono do próprio negócio também é o sonho de muitas pessoas que acreditam no próprio potencial e que não querem ser empregados em outras empresas.

Entretanto, muitas pessoas encontram dificuldades em realizar o planejamento do negócio e acabam pulando essa etapa ou até mesmo desistindo de abrir uma empresa. Por isso, separamos algumas dicas de como planejar um negócio e quais são os tópicos que você não pode dispensar. Confira!

1. Tome cuidado com a escolha do sócio 

A falta de capital suficiente para abrir uma empresa por conta própria, a falta de capacitação, de experiência e uma série de outros fatores fazem com que os empresários busquem por sócios no momento de iniciar um negócio. Porém, existem muitos casos de problemas de relacionamento entre os parceiros e, inevitavelmente, esses contratempos afetam o negócio.

Por isso, é muito importante que você saiba escolher corretamente qual será o seu sócio. Pessoas conhecidas, parentes e até mesmo o cônjuge, podem ser uma escolha arriscada.

O ideal é optar por pessoas que possuem a capacidade de investimento, de conhecimento e que possuam um perfil complementar ao seu para somar as forças e potencializar os resultados.

2. Tenha sempre uma reserva de capital

O dinheiro é um dos principais fatores que limitam a capacidade de crescimento e de longevidade de uma organização. O número de empresas que não sobrevivem aos primeiros anos é muito grande e essa realidade se deve, em grande parte, à falta de dinheiro em caixa.

Um dos princípios básicos para manter a saúde financeira de um negócio é fazer um planejamento adequado dos seus gastos, ter em mente a previsão de retorno e jamais utilizar do capital da empresa para pagar contas pessoais.

Além disso, a reserva de capital é fundamental para lidar com eventualidades, como equipamento estragado, processos trabalhistas, oportunidade de investimento, vendas em queda e demais situações que podem acontecer.

3. Conheça o seu próprio perfil 

Trabalhar com o que você gosta é imprescindível para iniciar um negócio. Empreendedores de sucesso são apaixonados pelo o que fazem e depositam sua energia na empresa para garantir o sucesso. Se você tem dúvidas em relação ao que você gostaria de fazer, pense nas seguintes questões:

  • Quais serão minhas funções como dono de uma empresa do setor escolhido?
  • O que eu sei fazer bem?
  • Eu sinto prazer em fazer isso?
  • Eu consigo passar o meu conhecimento para a equipe?
  • Quais são os cursos que eu preciso fazer para gerir a empresa?

Esses questionamentos te farão refletir sobre as suas possibilidades e te ajudarão na sua tomada de decisão.

4. Prepare-se

A leitura, a busca pelo conhecimento e o estudo são atividades essenciais que o empresário deve realizar antes de passar para a parte prática do negócio. Se você deixar para entender sobre o ramo de atividade e se capacitar após a abertura de sua empresa, com certeza muitas oportunidades vão aparecer e você não saberá como aproveitá-las.

O seu domínio sobre o negócio influenciará na sua liderança de equipe e te trará mais segurança. Se não for possível realizar todos os cursos sobre o seu ramo de atuação, liste quais são as prioridades, faça o planejamento e se empenhe para cumprir com o planejado.

O que achou das nossas dicas? Conhece mais alguma etapa que não pode faltar na hora de planejar um negócio? Então, deixe seu comentário abaixo nos contando qual etapa é essa e por que ela é tão importante para o sucesso de uma empresa.