De fato, abrir um negócio próprio demanda dinheiro. Porém, a falta dele não é motivo para o empreendedor abandonar o projeto. Uma ótima solução é entender o tipo de empréstimo que se adequa ao objetivo, apresentando soluções mais rápidas e baratas para o momento.

Neste artigo, falaremos sobre as modalidades de crédito que podem ser utilizadas pelos empreendedores que estão começando um novo negócio e qual delas é a melhor para cada propósito.

Quer entender como tomar um empréstimo sem comprometer o orçamento e ter dor de cabeça no futuro? Então siga com a leitura!

Qual tipo de empréstimo é melhor para seu negócio?

Compreender as modalidades de crédito e suas vantagens é fundamental para não errar na escolha. Por isso, entenda e analise as características de cada tipo.

1. Cheque Especial

O que é?

É uma modalidade de empréstimo pré-aprovado pelo banco. Porém, essa “facilidade” não significa que seja a melhor opção.

Tenha em mente que os juros do cheque especial são altos e ele não pode ser quitado em parcelas. Assim, deve ser visto como uma condição excepcional pelo empreendedor que está começando um negócio.

Quais as vantagens?

Além da facilidade para utilização, como já falamos, o cheque especial apresenta-se como uma boa solução para urgências. Mas é importante que o empreendedor tenha certeza de que terá o dinheiro em poucos dias para cobrir a dívida.

2. Crédito Pessoal

O que é?

Esta é uma modalidade relativamente “acessível” para aquisição de empréstimo e costuma ocorrer em bancos ou financeiras. Por um lado, apresenta taxa de juros elevada; por outro, esse pagamento é facilitado pelas parcelas.

Quais as vantagens?

Prestações — muitas vezes com valor fixo — que podem ser quitadas em alguns meses ou anos. Assim, o empresário pode parcelar o empréstimo com valores mensais que não pesem muito no bolso.

3. Capital de Giro

O que é?

Uma espécie de cheque especial com juros menores  normalmente 3%. É utilizado por pessoas jurídicas que precisam de dinheiro em caixa para comprar matéria-prima com frequência, ou que recebem muitos cheques pré-datados dos clientes.

Assim, o empresário pode tomar o empréstimo e pagar posteriormente, mas sem possibilidade de parcelamento.

Quais as vantagens?

A grande vantagem fica por conta dos juros mais baixos e a possibilidade de manter as despesas do negócio enquanto não recebe dos clientes. Porém, é importante ressaltar que esse tipo de empréstimo só pode ser contratado por pessoas jurídicas.

4. Cartão BNDES

O que é?

É uma linha de fomento do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). Diversos tipos de empréstimos são oferecidos de acordo com a necessidade do negócio. Apesar de parecerem burocráticos à primeira vista, apresentam facilidade na aquisição do crédito.

Quais as vantagens?

Por meio do cartão BNDES o empresário pode adquirir bens móveis para o seu negócio com juros mais baixos. Dessa forma, apresenta-se como uma boa opção para equipar a empresa  aquisição de máquinas e insumos, inovação e até capital de giro.

5. Microcrédito

O que é?

Com valores de empréstimos mais baixos, o microcrédito é um tipo de crédito voltado ao microempreendedor e só é aprovado após uma análise socioeconômica do empresário. Cabe ressaltar que nem todos os bancos trabalham com essa modalidade, já que não traz muitos lucros para a instituição financeira.

Quais as vantagens?

Da mesma forma que o crédito pessoal, o microcrédito tem as taxas de juros mais baixas, e o pagamento ocorre por mensalidades. Esse é um tipo de empréstimo muito interessante para pessoas físicas e autônomos.

Como vimos, existem várias formas de conseguir dinheiro para o seu negócio. Vale lembrar que, se você pretende montar uma franquia, o valor para investimento muitas vezes é mais baixo e você contará com um projeto promissor que poderá facilitar a tomada de empréstimo junto às instituições financeiras.

Gostou deste artigo? Entendeu as características de cada tipo de empréstimo? Então curta a nossa página no Facebook para acompanhar outros conteúdos relacionados ao assunto!