Poucos gostam de falar sobre finanças, não é mesmo? A aversão é ainda maior quando enfrentam problemas financeiros, como as dívidas. No entanto, esse é um dos assuntos mais necessários e urgentes no mundo do empreendedorismo, incluindo o franchising. De acordo com o IBGE, metade das empresas estão destinadas a fechar as portas em apenas quatro anos.

Embora a realidade para quem trabalhe com franquias seja bem diferente — afinal, muitos dados apontam que o franchising é um dos setores menos afetados pela crise — o fato é que todo empreendedor precisa levar o assunto a sério. A má gestão financeira já é vista por muitas instituições renomadas como a principal causa para essa mortalidade precoce das empresas nacionais.

Por isso, no post de hoje, resolvemos trazer algumas dicas de como realizar uma boa gestão financeira de uma franquia. Confira logo a seguir!

Foque nos fluxos de caixa

A principal ferramenta a ser monitorada são os fluxos de caixa. São eles que mostram toda a movimentação financeira operacional do negócio, isto é, o fluxo financeiro da atividade-fim, como a compra e a venda de mercadorias, por exemplo. Sem esse monitoramento, o gestor não possui um quadro geral da saúde financeira da empresa, já que ele funciona como um verdadeiro termômetro.

Os fluxos de caixa também são importantes para realizar projeções de vendas. Com o histórico de operações em mãos, podemos antecipar nossas demandas e períodos de sazonalidade, o que é essencial para a gestão financeira de uma franquia.

Use a tecnologia como principal aliada

Sim, muitas franquias reproduzem os seus sistemas internos em larga escala, e, se esse não for o seu caso, é fundamental mudar agora mesmo essa realidade. A tecnologia é fundamental para garantir o bom desempenho financeiro do negócio, pois, com a automação, é possível armazenar e recuperar informações com rapidez e segurança.

Além disso, é preciso treinar os colaboradores para fazerem bom uso das ferramentas, afinal, elas não trabalham sozinhas — pelo menos, ainda não. Os treinamentos precisam ser constantes para que o conhecimento seja sempre reciclado internamente.

Reforce a cultura organizacional

Por falar em treinamento, é fundamental também apostar nos treinamentos comportamentais, que reforçam a cultura organizacional da franquia. Valores como a prestação de contas, tão fundamental para esse mercado, também precisam ser compreendidos por todos os colaboradores, já que são eles que lidam com o dia a dia do negócio.

Uma franquia com uma cultura pautada na prestação de contas definitivamente tem tudo para dar certo, afinal, o gestor precisa de informações constantemente para tomar as melhores decisões.

Use os indicadores de desempenho

Monitorar é tão importante quanto planejar. Por isso, é preciso que você monitore constantemente os indicadores de desempenho para acompanhar os resultados da sua franquia. Assim, você é capaz de tomar decisões melhores, que podem ajudá-lo a se tornar uma referência em toda a rede.

Alguns indicadores de desempenho também são fundamentais para a equipe de vendas, como o ticket médio, mas alguns são destinados exclusivamente para o campo financeiro, como a lucratividade e a rentabilidade.

Gostou do nosso post sobre gestão financeira de uma franquia? Então acompanhe a nossa página no Facebook e fique por dentro de muito mais!