Abrir uma franquia pode ser um ótimo investimento, desde que seja feito com responsabilidade e muita dedicação. Isso significa que algumas falhas que geralmente são cometidas por alguns empreendedores precisam ser evitadas para garantir que a empresa cresça de forma saudável.

Portanto, se você está pensando em abrir o seu negócio tornando-se um franqueado, confira a seguir 5 erros que você não pode cometer:

1. Não conhecer o modelo do negócio

O modelo de franquia — também chamado de modelo de franchising — funciona de forma diferente de uma abertura de negócio tradicional. Existe, inclusive, uma legislação específica, que nem todos os empreendedores tomam conhecimento antes de optarem pela abertura do negócio: trata-se da Lei nº 8.955/94, a Lei de Franquias.

Inspirada no modelo norte-americano, a lei estabelece, por exemplo, que o novo franqueado precisa avaliar o negócio por meio de uma Circular de Oferta de Franquias (COF), que é oferecida pelo franqueador.

Portanto, estude a fundo como funciona o sistema de franquias antes de se tornar um franqueado.

2. Não ter interesse pelo produto da franquia

Um segundo erro que deve ser evitado pelo futuro franqueado é simples: escolha uma franquia com a qual você se identifique, que tenha um profundo interesse pelo produto ou serviço que ela oferece. Dessa forma, você terá muito mais prazer em ofertá-lo e terá satisfação no que faz.

Muitos empreendedores escolhem ser franqueados de marcas apenas por serem famosas, mas a falta de identificação pode dificultar o trabalho e o consequente sucesso profissional e pessoal do indivíduo.

3. Achar que uma franquia funciona sozinha e com pouco esforço

Manter o pleno funcionamento da franquia exige o mesmo esforço que qualquer outro empreendimento. Não tem jeito: você precisa estar à frente do negócio, liderando os colaboradores e cuidando para que haja uma boa relação e retorno à franqueadora.

Isso significa que apenas franquear uma marca famosa e conhecida no mercado não quer dizer sucesso garantido. Se o seu atendimento for ruim, por exemplo, o empreendimento vai ficar mal falado na região. E isso definitivamente não é bom.

4. Descuidar da gestão financeira

É certo que a franquia escolhida lhe apresentará o modelo de negócio, com todas as expectativas de investimento e de retorno financeiro. Mas somente este documento não basta.

Você também precisa pesquisar por conta própria os verdadeiros custos da abertura e da operação da franquia, principalmente porque no início o faturamento nem sempre é positivo. Portanto, faça o seu próprio planejamento financeiro, com capital de giro, reserva de emergência e tudo o mais que garantir a sobrevivência da empresa em tempos difíceis.

Uma boa dica é você conversar com outros franqueados para saber qual é a realidade na rotina de cada um e os desafios que enfrentam.

5. Não ter ações de marketing para divulgar o negócio

A franquia escolhida pode até ser famosa, mas isso não significa que fará sucesso na região escolhida sem você divulgá-la. Muitos empreendedores acham que é tarefa da franqueada cuidar do marketing local das franqueadoras, mas isso não é verdade.

Você mesmo como franqueador deve ter o seu próprio planejamento de marketing para divulgar o negócio nos locais em que deseja captar clientes. Crie parcerias com comerciantes locais, promova eventos, divulgue nas mídias regionais e não se esqueça do ambiente virtual.

Agora que você já conhece os principais erros que podem ser cometidos ao abrir uma franquia, separamos 5 dicas de como escolher a franquia ideal para você!