Todo empreendedor sabe da importância de se destacar no mercado, conquistando a preferência e a admiração dos clientes e, garantindo assim, um ótimo percurso rumo ao crescimento e ao sucesso da marca. Para alcançar isso, entretanto, além de muito trabalho e dedicação, é preciso estar sempre atento aos movimentos dos concorrentes da empresa.

Com bastante ética e profissionalismo, é possível acompanhar o trabalho dos seus concorrentes e aprender muito com o que eles estão fazendo — de certo e de errado — para promover algumas mudanças positivas em seu próprio negócio.

Nesse artigo, vamos discutir 5 pontos fundamentais que devem ser considerados na prática do benchmarking, que significa observar e aprender com a concorrência.

1. Conheça os produtos

Para entender melhor o que os concorrentes da sua empresa podem fazer por você, vamos avaliar o conceito de concorrência. Aqui, é importante perceber que toda empresa tem concorrentes diretos e indiretos — existem aqueles que oferecem o mesmo serviço ou produto que você, mas também aqueles que, apesar de algumas diferenças, atendem às mesmas necessidades dos clientes.

No caso de uma franquia de fast food, por exemplo, os concorrentes diretos são os outros estabelecimentos de fast food, enquanto os indiretos são todos os restaurantes e lanchonetes que pretendem matar a fome do cliente.

Justamente por isso é importante conhecer bem os produtos e serviços da concorrência, avaliar o que eles estão oferecendo aos clientes e entender quais são os pontos positivos e negativos em relação à sua marca. Lembre-se que você deve trabalhar sempre para oferecer o melhor ao seu público.

2. Analise os preços

O preço ainda é um fator muito importante no processo de decisão do cliente e, por isso, é fundamental conhecer a política de preços da concorrência. Você não precisa praticar os menores preços do mercado, mas deve buscar uma margem que seja interessante e lucrativa. No entanto, caso o seu produto seja mais caro, lembre-se que a qualidade deve ser superior.

Fique de olho na divulgação, nas promoções e nas ofertas da concorrência e não se esqueça de observar como o seu cliente reage aos valores cobrados por você.

3. Observe o atendimento

Você sabe como o atendimento é importante para a satisfação do cliente. Não adianta nada ter um excelente produto se o atendimento colocar tudo a perder: um cliente insatisfeito vai acabar mudando para o concorrente.

Pensando nisso, acompanhe como a concorrência trata os clientes e lembre-se que a sua obrigação enquanto gestor é oferecer um atendimento igual ou melhor.

4. Entenda o posicionamento de marca

O posicionamento de marca é a essência de uma empresa, é a forma como ela quer ser percebida pelo público. Uma marca pode ser reconhecida pelo preço baixíssimo, ou pela qualidade inigualável dos produtos, pelo espaço sofisticado — enfim, os caminhos são os mais diversos.

É importante definir um posicionamento coerente para a sua marca e também acompanhar o que os seus concorrentes estão fazendo. Esse movimento vai permitir que você entenda melhor o que os clientes estão procurando e trabalhe sempre para uma entrega que os satisfaça.

5. Surpreenda o cliente

Observar e aprender com a concorrência é fundamental, mas não se esqueça de se manter fiel ao seu propósito e na essência da sua marca. O melhor caminho não é copiar e oferecer um produto idêntico ao da concorrência, mas conhecer o que está sendo oferecido para surpreender e ser ainda melhor!

Agora que você já sabe que os concorrentes da empresa podem ser uma fonte preciosa de informações interessantes para o seu crescimento, é só colocar o plano em ação. Lembre-se que é muito importante manter uma relação pautada pela ética e pelo profissionalismo — não faça com o seu concorrente o que não gostaria que ele fizesse com você. Mas, para além disso, é super possível obter informações importantes e mudar para melhor.

Compartilhe conosco a sua experiência, contando o que aprendeu com os concorrentes da sua empresa. É só postar um comentário!